Primeiro hambúrguer de laboratório é degustado na Inglaterra

Primeiro hambúrguer de proveta do mundo foi degustado em Londres.

O cientista Mark Post que virou chef fez o bife mais caro da história, a partir de 20 mil pequenas tiras de carne cultivadas a partir de células-tronco de vaca ao longo de um período de três meses.

O bilionário co-fundador do Google, Sergey Brin, financiou a pesquisa, disse que fez isso por razões do bem-estar animal.

Poucos detalhes foram liberados antes da degustação, mas sabe-se que  o hambúrguer foi frito em uma panela com óleo de girassol e uma noz de manteiga antes de ser degustados por Josh Schonwald, autor de A Taste of Tomorrow e a cientista de alimentos Hanni Rutzler.

A Senhora Rutzler disse que estava “perto de carne”, mas ela estava esperando uma textura mais suave e que também não era muito suculenta, talvez um pouco de sal e pimenta, brincou ela.

Schonwald disse: “a ausência é a gordura é um ponto falho do hamburguer”, mas a cada mordida se parece mais um hambúrguer convencional.

O Professor Mark Post, acredita que sua carne artificial – conhecido como “carne in-vitro” – poderá anunciar uma revolução alimentar e que deverá aparecer nos supermercados dentro dos próximos 10 a 20 anos.

Ele disse que estava feliz com os comentários e que não estava muito preocupado com o veredicto sobre o sabor. Ele acrescentou que em meses, devem ser capazes de adicionar gordura ao produto.

Deixar uma Resposta

Você precisa estar logado para postar um comentário.